Expressão · Heterônimos · x

Em teu coração mil e uma noites serão lastimadas

Por Kelvin Peroli

À tua alma esplandeceram mil impérios,

Prosperara outrora a fortuna, posto que d’ouro provém tua origem.

A Babilônia esvaíra-se de toda luz, frente a frente ao testemunho de tua grandeza.

 

À tua desonra, a sensatez iluminara os povos dos teus caprichos.

Vaidade tua não trilhara fértil primavera, sendo chama pretérita, deserto insólito.

Filhos de Mitra não mais veneravam doce encanto d’outra realidade:

colheram a si transmutação amarga de consolidado engano.

 

Oásis belíssimos foram tua morada,

fortalezas em mármore a ti foram erguidas.

Quão autêntica fora tua acepção de amores?

 

Foram amores ausentes da purificação singela, interesses de cobiça e depravação.

Serpentes altivas da Pérsia ergueram solar magnânimo:

intentaram declinar todo o teu poder!

 

Nada mais restara, senão Eufrates árido debaixo de tua possessão.

Nada mais florira nos Jardins Suspensos sobre a cálida primavera árabe.

Incenso que d’antes sagrado, turbara aos confins dos tempos a peste,

Peste de tua significância.

 

Filhos de Mitra aguardam a chegada dos teus oponentes ao lado d’aurora.

A guerra nada perecerá senão tua deletéria persona.

Em tua terra mil florescentes impérios serão erguidos.

12920871_785673794866173_1681992444_n

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s