CPFDRP · x

CONCURSO DE REDAÇÃO: Beatriz Alcieri

iaddddddddddddd
Neste semestre, o Ócios de Ofícios firmou uma parceria com o Cursinho Popular da FDRP para a realização de um concurso de redação entre os alunos do Cursinho Popular. A redação tinha que seguir o padrão de dissertação para o Enem e o tema é “A Realidade do Ensino Médio no Brasil”. A partir desta semana, as melhores redações terão um cantinho aqui no site e serão publicadas por ordem alfabética. Novamente, agradecemos a participação de todas as pessoas envolvidas no projeto!
Por Beatriz Alcieri 

            Desde a Idade Média, a educação já era um foco devido ao seu poder de revolução social. Ainda no século XXI, muitos estudiosos mostram as vantagens de uma nação com cidadãos críticos e instruídos, entretanto, no Brasil, a educação não é meta primordial e como consequência do modelo de país que vai contra a evolução há predominantemente escolas desestruturadas, docentes desqualificados e material didático de péssima qualidade.

            A falta de infraestrutura presente nas escolas é algo preocupante. Em algumas instituições alunos assistem aulas no chão, pois não há a quantidade de carteiras suficientes para a superlotação existentes nas salas. Além de várias escolas necessitarem de reformas por apresentarem telhados em situação precária, banheiros sem portas e vasos sanitários, e salas com ventiladores quebrados.

            Adicionalmente, a falta de professores qualificados é uma das principais falhas no sistema educacional brasileiro. Profissionais são aprovados para exercerem o cargo mesmo sem estarem aptos para isso, executando o ofício de forma irregular e omitindo a responsabilidade de educador. Além disso, a profissão é pouco valorizada o que acaba fazendo os professores perderem o interesse, consequentemente as abandonando ou executando de qualquer maneira, deixando de lado a responsabilidade de ensinar.

            Ademais, o material fornecido pelo Governo é de péssima qualidade. Alguns professores não utilizam como método de estudo e muitas vezes acabam sendo descartados assim que entregues aos estudantes. O dinheiro gasto com essas apostilas poderia ser revertido em algo com mais interesse dos alunos, como a presença de tecnologia em salas de aula que além de fornecer uma melhor qualidade também aproximaria os jovens das escolas.

            Portanto, medidas são necessárias para amenizar esse impasse. A Receita Federal deve investir uma maior parcela dos impostos arrecadados na educação, assim atenuando a falta de infraestrutura nas escolas. Órgãos da educação devem se responsabilizar por uma revisão da grade curricular, além de fornecer uma capacitação pedagógica aos professores para lidarem com a tecnologia e instigarem os alunos a isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s