Edição 14 · Expressão

Distância

oi

Por Letícia Zaffalon (Crash)

era ele

no primeiro dia

na primeira música

no primeiro beijo

no primeiro erro

no primeiro choro

no primeiro abraço

no colo

na concha

na colcha

no canto

no encanto

e de tanto ser manto

me fez acreditar que seria pra sempre

foi ele

o primeiro a abandonar o barco

se deixou enfeitiçar pela sereia

e nas ilhas decidiu ficar

não te culpo, caro amigo

bem sabes quantas vezes mares distantes naveguei

buscando o tesouro que juro merecer

e voltei

saqueada – ressaqueada

infelizmente

não sou capitã do seu destino

nem de suas vontades

mas saiba

que a qualquer sinal de fumaça

vou correndo

o mais rápido que puder

te procuro

em qualquer caminho cruzado

e te encontro

pelo cheiro do seu cabelo que eu sei de cor

só não vá longe demais

por tempo demais

que as memórias se apagam

como o vento desfaz nuvens

cada vez mais distantes dos olhos

por isso vou deixar um bilhete

para cada um de nós:

lembrar de não esquecer

do dia, da música, do beijo

do erro, do choro, do abraço

do colo, da concha, da colcha

do canto, do encanto

e de dizer eu te amo

antes de ser esquecido.

Um comentário em “Distância

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s