x

Eu Não Preciso de Feminismo

Por Pixie – Larissa Porto (Pixie)

“Eu não preciso de feminismo. Não preciso porque não acredito nesse discurso de que a mulher é oprimida e que o homem é opressor. Não acredito que sejamos vítimas o tempo todo”.

Eu não sei dizer exatamente quando eu ouvi falar de feminismo pela primeira vez. Na minha cabeça, o movimento feminista sempre foi aquele que lutou pela igualdade entre homens e mulheres, algo assim. E até que eu achava legal que tivessem mulheres por aí lutando por igualdade. As sufragistas, né, as mulheres que lutaram por direito ao trabalho, por creches, educação, enfim. Quando eu era novinha e ainda estava na escola, sempre achei absurdo tudo isso de que mulher não podia estudar, votar, trabalhar, etc. Ainda bem que as coisas mudam.

Nesse período da minha vida, eu não precisava do feminismo mesmo. Eu estudava, nunca tinha sofrido nenhuma violência, iria votar quando tivesse idade, ir pra faculdade… É aquela coisa, minha vida numa bolha, no universo perfeito dos meus privilégios.

Então, eu comecei o ensino médio. Eram dez professores, três professoras. Aquele colégio particular elitista, em que os meninos da minha sala zoaram a única menina negra o tempo todo e fizeram uma das minhas melhores amigas entrar em depressão quando praticaram bullying contra ela. Meu professor de matemática costumava mandar as meninas ficarem quietas e dizer que bateria nelas se elas não parassem, mas depois dizia “que em mulher não se bate nem com uma rosa”. O professor de biologia dizia sempre “ô lá em casa” quando conversava com as garotas durante a aula. Meu melhor amigo tentou me beijar a força no churras de despedida do terceiro ano.

Foi nesse período, com esses acontecimentos, que eu acordei. Que eu entendi que o mundo não é assim bonito como a gente pensa. Que talvez eu não precisasse do feminismo como eu imaginava porque não me faltava coragem e confiança, mas que as minhas colegas de classe, constantemente silenciadas, precisavam. Que a minha tia, que viveu o casamento todo sendo chamada de “lazarenta” e “bucetuda” e que apanhava do marido, precisava. Que a minha mãe, que sempre fez todo o trabalho de casa, precisava. Que a menina que saiu da escola com medo do que iriam falar quando soubessem que ela estava grávida precisava. Que todas as mulheres vítimas de estupro precisam. Que as mulheres negras, sexualizadas constantemente, precisam. Que as mulheres em situação de prostituição, que as meninas vítimas de pedofilia, precisam.

Que eu preciso. Preciso porque vivi um relacionamento abusivo. Porque a minha colega de quarto tinha sido violentada sexualmente pelo irmão. Porque vi minhas amigas sendo agredidas verbal e fisicamente. Não é como se isso tudo não existisse, ou fosse pequeno demais pra que eu não me importasse. E mais, porque não são só as pessoas que estão em nossa volta que nos silenciam, que nos assediam, que nos violentam. A sociedade inteira faz isso conosco quando nos pagam menos, quando não aceitam denúncias de estupro, quando permitem que morramos em clínicas de aborto clandestino, quando impedem que alcancemos cargos altos, quando convencem meninas de que elas nasceram para ser mães. Não é como se você e eu estivéssemos livres de passar por isso.

Não é como se o feminismo só lutasse contra piadas machistas que não me atingem porque não me importo.  Eu preciso do feminismo, porque eu não controlo os homens, eu não controlo a sociedade. Porque diante de tudo isso, se omitir é compactuar. É, muitas vezes, oprimir também. É deslegitimar a luta de mulheres que fizeram você – e eu – podermos debater sobre isso na cantina da faculdade, é pisar no movimento de mulheres que ainda estão tentando alcançar direitos básicos.

Eu preciso do feminismo. Você também precisa. Nós todas precisamos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s