Alunos · Cansei de estudar... · x

Das palavras escritas

tumblr_static_djnfxaoa0tko0wwcc84sw8o8c_640_v2

 

Por Larissa Porto (Pixie) – TIX

Hoje um amigo me lembrou dos meus textos para o Ócios, e isso me fez lembrar de todos os textos que eu já escrevi ao longo dos meus gloriosos anos de menina alfabetizada. Disse que escreveria de novo para o jornal, mas fiquei meio sem saber sobre o que falar, até porque ultimamente tem cada texto bom que eu me recolho na minha insignificância literária para prestigiar o talento alheio. Então eu me dei conta de que faz muito tempo que eu não escrevo. E escrever sempre foi, para mim, um prazer, um lazer, um descanso, um encontro. E muito disso é porque me tiraram o tempo de sentar com um papel e caneta ou um computador ligado. É sobre isso que eu vou escrever hoje.

Escrever é um alívio para a alma. Ver que o fluxo confuso de pensamentos se organizam e as palavras surgem no papel enquanto se formam no silêncio da mente é uma espécie de magia que poucos sabem apreciar. Criar histórias e opiniões, refleti-las e afirma-las é ao mesmo tempo manifesto e terapia, prazer e ânimo. Eu me considero uma apaixonada pela escrita desde que eu li Harry Potter e comecei a escrever poesias bobinhas para os familiares (nada se compara ao talento do nosso mestre Thiago). E então eu devorei livros e mais livros e minha mente criativa de uma garota de 14 anos iniciou seu grande projeto literário: um livro que já tem mais de 300 páginas com o estilo de quem é escritora de primeira viagem. E a plataforma do wordpress com layout arrumadinho surgiu para comportar tantos textos e pensamentos. E eu não cansava, não parava, uma produção incessante e viva de palavras, histórias e versos. Até que veio a faculdade.

Primeiro, me disseram que eu tinha que ler livros e textos que não me interessavam. Depois, me obrigaram a passar muito tempo decorando conceitos para prova de Direito Romano. Entre uma aula de matemática financeira e outra de economia, parei de ler Agatha Christie para aprender a usar a douradinha. Em algum momento, me peguei lendo um livro que me obrigou a ler o dicionário, porque não conhecia metade dos termos (SAD, bem sad). E então vieram os fichamentos de constitucional e depois os de trabalho, e um bolo de trabalhos acadêmicos de civil-penal-previdenciário-comercial-tributário e todas as provas para as quais eu jamais havia estudado. E as noites sem dormir, o estresse, a ansiedade, o cansaço. Quando eu abracei uma das minhas filhas no Bota Fora, pedi desculpas por reclamar tanto para ela do horror que é o segundo ano (Vivi, obrigada por isso, de novo).

Eis que, em dois anos, todo o meu ânimo e vontade de escrever desapareceram. Quando sobra tempo, parece que eu tenho tantas outras coisas para fazer (vejamos, comer? Lavar roupa? Sair? Viver?) que escrever já não é mais prioridade. Nem mesmo quando eu passei por problemas com ansiedade me senti tão indisposta. Acho que não escrevo mais tão bem assim, ou, pelo menos, não tenho mais toda aquela felicidade em ver as palavras se formando. Falta um pouco de criatividade para aliterar. Não que esse seja o maior dos meus problemas.

Agora eu chego no fim do texto meio sem entender o que eu concluo disso tudo. Talvez, no fundo, eu só tenha mesmo desejado fazer um desabafo meio bobo para tirar do meu inconsciente esse incômodo constante. Ou (acredito que seja um propósito mais nobre, fiquemos com ele) para dizer a todas as pessoas que sentem que escrever é arte, filosofia e política, é poder de transformação de si e do outro, que não parem. Que deixem suas ideias florescer e seus dedos correrem ou o lápis dançar porque vocês podem e devem expandir esse talento. Não deixemos que nos tirem o que nos é mais caro. Como disse Clarice Lispector (a verdadeira), “Escrever é meu domínio sobre o mundo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s