x

Ao amor que está chegando

Isso é apenas mais um daqueles devaneios típicos sobre você, mas que resolvi tomar o cuidado de, dessa vez, converter em texto.

tumblr_ldhbtnsxuz1qfrpryo1_500

Por Naíma G.

Sabe, eu estava naquela brisa de ouvir músicas no estilo de Nando Reis… “Pra Você Guardei o Amor”, “De Janeiro a Janeiro”, “Velha Infância” e afins. Típica depressão pós João Rock. Foi quando percebi que essa vibe desperta em mim uma ansiedade imensa, imensurável e quase inimaginável de te conhecer.

Sim, conhecer a você, meu amor que está chegando.

Olha, a única coisa capaz de controlar toda essa ansiedade, que cresce como num ímpeto dentro de mim, é a certeza de que você está vindo.

Todos os dias, ou quase todos, eu conheço pessoas diferentes, pessoas que sei que estão cada vez mais perto de me levar até você. Quando nosso dia chegar, não imagino qual será a minha reação. Eu não faço ideia mesmo. Sou dessas pessoas que reage de modo meio imprevisível, cada acontecimento me leva a uma reação única. E você, meu bem, eu sei que é exatamente assim: único -, e cheio de si.

Ninguém é igual a ninguém, disso eu sei, não precisa me dizer. Mas com você, é diferente… Eu sei, sinto que vai ser diferente. Sinto isso porque ao longo de todos os anos da sua vida, você evoluiu de forma a preencher todas as lacunas que eu acredito possuir em mim. Mas não, você não vai vir para me completar. Sou inteira por mim mesma, disso eu também tenho certeza. Você, quando chegar, de mansinho ou de repente, vai vir para me transbordar. Transbordar amor, transbordar carinho, atenção, afeto, calor, companheirismo, paciência, luz e amizade…

Mas o que eu quero dizer com isso é, na verdade, que cada detalhezinho seu foi pensado milimetricamente para me conquistar. Eu sei, você também existe por si só, não existe para me fazer feliz. Mas sua existência pode ser condicionada à minha, de alguma maneira; Não sei se entende o que quero dizer… Somos tão completos de nós mesmos que, juntos, transbordamos intensamente.

Digo isso porque eu sei que você vai reparar em tudo. Mesmo quando eu cortar apenas 2 dedos do meu cabelo. Quando eu trocar minha foto de perfil do WhatsApp, por mais que eu faça isso quase toda semana, você vai fazer questão de comentar como você acha que eu estou mais bonita nessa nova foto do que na última, e eu nem vou precisar perguntar qual delas você prefere. Você vai adorar mexer no meu cabelo, afastá-lo da frente do meu rosto, colocá-lo para trás, de um jeito que só você vai saber fazer… E você não vai saber se eu não te contar, mas isso vai ser uma das coisas que eu mais vou gostar em você. Você e eu vamos saber dialogar e debater saudavelmente, sem aquela necessidade de um querer convencer ao outro de sua própria opinião. Você vai se desculpar por ter sumido por tanto tempo, e, como se não bastasse, por vezes vai querer me dar satisfações, mesmo sem precisar fazer qualquer uma dessas coisas. Você vai ser misterioso na dose certa, porque vai saber me dar um gelo quando precisar, mas também vai me dar todo o carinho do mundo quando notar a carência falando alto em mim. Não vai negligenciar meu drama, porque saberá que ele é ligado diretamente a sofrimentos e necessidades que vêm do nível mais profundo da minha alma. Você não vai insistir quando eu não quiser fazer alguma coisa, porque você vai me respeitar – da mesma forma que eu sei que eu vou te respeitar e respeitar as suas vontades e limitações. O seu gosto musical, acredite ou não, provavelmente não será parecido com o meu, por mais que eu pense, humildemente, que o meu é o melhor de todos; Você vai gostar de bandas que eu não conheço, vai me apresentá-las e eu vou aprender com você, assim como você aprenderá comigo também – e nós dois, juntos, nos tornaremos melhores nisso, construindo o nosso próprio gosto musical. Sua vontade de viajar e de conhecer lugares e culturas novas pelo mundo será tão grande quanto a minha, senão até maior. Você vai curtir me irritar, só para variar um pouco das pessoas do meu ciclo social, mas vai fazer isso nos momentos certos e me aliviar logo em seguida com uma série de cócegas, daquelas que me fazem perder o fôlego e chorar de tanto rir. Sei que você vai elogiar quando perceber que eu me arrumei toda só para ficar mais bonita ao seu lado, e também sei que não vai ligar muito para isso, porque mesmo quando eu tiver acabado de acordar, você vai sorrir e me dizer que eu estou linda – por mais que eu esteja toda borrada de maquiagem e com uma olheira bem feia.

Verdade seja dita: as pessoas ficam lindas quando estão felizes e plenas de si mesmas.

E você, meu bem, vai ser assim para mim: vai me fazer tão feliz, que me fará plena de mim mesma. E eu mal posso esperar… por onde será que você anda agora? Por que não me encontra, ou não deixa eu te encontrar?

Viu… eu não sei dizer se você vai acabar me conquistando de mansinho, ou se de uma vez só. Só sei que do mesmo modo que você resolver aparecer na minha vida, vai acabar me conquistando. Se chegar lentamente, vai me conquistar de pouquinho em pouquinho… e se surgir de repente, vai me conquistar num passo só.

Eu sei, eu sou mesmo exagerada, adoro um amor inventado… Aliás, minto: eu sei que eu sou intensa. Sim, sou mesmo. Não vou mudar isso em mim, até o momento em que começar a me fazer mal. Por enquanto, eu gosto de ser assim, gosto de sentir a intensidade do efeito que cada acontecimento tem em mim. É claro, isso já me atraiu muito mau olhado. Mas é claro, também, que quem chama a atenção, atrai tanto olhares carinhosos, quanto aqueles olhares mais invejosos, não é? Como tudo na vida, o que fazemos em excesso é prejudicial à saúde. Por enquanto, ainda estou aprendendo a dosar a minha intensidade. E eu gosto. Gosto muito disso em mim. Gosto de perceber como estou conseguindo controlar melhor meus instintos e desejos. Mas também gosto muito de sentir esses instintos e desejos tomarem conta de mim, com toda a intensidade a que eles tem direito.

Mas meu amor, não tenha medo. Eu não quero te assustar. Vou te tratar da forma como você merece, de um jeito especial, um jeito que será só seu e para você. Não invadirei o seu espaço, eu prometo. Já fiz isso antes, com muitas pessoas… sei que não é saudável, em nenhuma das vezes deu certo. Mas, como já disse, eu estou no caminho para aprender a minha dose certa de intensidade, em cada uma das minhas relações.

Coincidentemente, eu li um texto, nesses dias atrás, que dividia as pessoas em alguns grupos de acordo com o fogo que elas exalam. Dizia que existem pessoas de fogo louco, que enchem o ar de chispas, e pessoas de fogo sereno, cujo vento mal se percebe, mas cujo calor continua presente… alguns outros, de fogo bobo, daqueles que nem alumiam nem queimam. Mas outros que incendeiam a vida com tamanha vontade que é impossível olhar para eles sem pestanejar, e quem chegar perto pega fogo. Será que você vai conseguir adivinhar qual desses fogos é o seu, sem eu precisar me pronunciar?

“Me interessa esse lado teu, tal bem ninguém percebeu” – é isso. Nós vamos ter uma ligação secreta, única e só nossa, que só nós vamos entender.

Bom, por fim, eu quero que você saiba que “aonde quer que eu vá, levo você no olhar”, ou no coração. Eu lembro de você por onde quer que eu passe, mesmo sem saber como ou com quem você se parece.

“E as coisas lindas são mais lindas porque você está, onde você está.” Também só queria te contar que “eu penso em você desde o amanhecer até quando eu me deito.”

“E o meu lugar é esse. Ao lado seu, no corpo inteiro. Dou o meu lugar pois o seu lugar é o meu amor primeiro. O dia e a noite, as quatro estações…

Liga o meu peito no teu, vê se acha um conforto ao tom que eu sou. Sabe… Sonho demais com você, tem teu perfume em meu cobertor. Sabe… bem-vindo ao que eu sou.

Ele vem nos sonhos me amar, nem pergunta ao menos quem sou. Peço ao sono pra me afogar, me sufoco em meu cobertor… pra não acordar.”

Vamos fazer história juntos?

P.S.: Depois de hoje, até criei uma playlist nova (sim, aqui venho eu de volta com aquela mania de playlists…) para concentrar essa vibe numa só coletânea: “Ao amor que está chegando”.

(Texto inspirado em escritos de Zack Magiezi, e dedicado ao meu amor, que ainda não chegou.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s