x

Disputa

WhatsApp Image 2018-04-26 at 20.02.10

Por Pedro Liberato (Gugu) – TX

O ônibus passou. Passado ele, podia ser visto o que havia logo atrás. Na esquina erguia-se uma padaria típica da cidade. A rua era movimentada. O pedido era velho. Fora todo reformado e pintado de laranja, para combinar com o Sol das quatro da tarde. Na calçada estava disposta algumas mesas para que alguns quanto desejassem, tomassem um café ao ar livre.
Em uma das mesas duas amigas discutiam suas vidas. Aqui se despede este narrador pacato e deixo-te lendo o que conversavam. Ouça.
– Rafaela, tua vida é fácil, sabe disso. Dois mil reais por mês é um bom salário, eu vivo com salário de mil e duzentos!
– Pare com isso, Maria! Minha vida é difícil! Dinheiro não é tudo; além de ser um baixo salário, deve considerar que o meu gasto com remédios é alto. Saúde é importante e você sabe que eu tenho AIDS.
– Mas isso não é nada. Mesmo você tendo AIDS minha vida é pior que a sua, porque meu namorado está com suspeita de câncer e eu não sei se ele vai viver.
– Eu nem namorado tenho! Não vem dizer que minha vida é fácil!
– Mas você tem um irmão que te leva e busca, eu tenho que me virar com ônibus mesmo e muitas vezes sofro de enjôo dentro do ônibus.
– Meu irmão vive me xingando você sabe disso, ele me odeia e fala que eu só faço burrice.
– E eu que perdi os minha mãe dez anos e cresci sem referência materna.
– Melhor uma mãe morta do que uma mãe que te espanca.
– Meu pai me espancava.
– Meu quase abusou de mim.
– Mas que importa o passado, hoje eu sou um fracasso.
– Fracasso? Eu tenho uma vida difícil, trabalho pesado e ganho pouco.
– Isso não é nada, vou te mostrar o que é fracasso: sou formada e falida. Nunca exerci minha profissão, vivo de bicos.
– Eu estou para ser demitida! Meu chefe me odeia!
– Eu odeio o meu chefe!
– Meu rosto anda cada dia mais enrugado e eu me sinto mais velha.
– Eu não tenho dinheiro para ir no cabeleireiro e perdi a auto estima.
– Eu nunca tive ela! Na escola eu era chamada de dentuça!
– Eu apanhei de um grupo de meninas quando pequenas e até hoje tenho sequelas.
– Meu pai me xingou na frente da minha sala de aula e todos riram de mim.
– Minha professora me xingou e me bateu.
– Tem sido cada dia mais difícil acordar. A minha vida é uma luta diária! Sou guerreira! Pare de reclamar.
– Eu sou guerreira! Acordo toda manhã e tenho que juntar forças para viver mais um dia. Não pense que minha é fácil.
– Mas há cousas piores! Ontem fui lavar louça e tinha acabado o detergente.
– Nossa amiga, sua vida é difícil! Me perdoe ter te julgado. Mas diga-me: como você aguenta viver essa vida?
– Não sei.
Suicidou-se.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s