Política municipal · Política Nacional e Internacional · Ribeirão Preto

Renovação Política: Quais são as candidaturas jovens em Ribeirão Preto

Por Lucca Vinha (Jejum) – TX

No pleito deste ano, Ribeirão Preto contará com dezessete candidaturas jovens à vereança. Candidaturas de todos os espectros políticos, que representam as mais variadas bandeiras e projetos. Recolhi todas essas candidaturas e fiz um breve resumo da trajetória profissional e política de cada candidato e candidata. 

Todas as informações foram baseadas nas redes sociais e no site do TSE. Como algumas candidaturas não possuem muita presença nas redes e outras não forneceram tantas informações sobre quem é o candidato, alguns perfis estão mais completos que outros.

Para todas as candidaturas dei destaque para duas pautas que, ao analisar o material de campanha, se destacaram como as principais da campanha.

Das dezessete candidaturas, nove são mulheres e sete são PPI. Cinco candidaturas não possuem qualquer campanha nas redes sociais.

Por fim, informo que o critério escolhido para classificar como candidatura jovem foi a idade de até 29 anos, como previsto no estatuto da maior parte das juventudes partidárias como idade máxima para participação.

  • 20 anos:

Gustavo Fratassi (Patriota): estudante de Direito e ex-presidente do Parlamento Juvenil da Câmara Municipal de Ribeirão Preto (2017 – 2019). Pautas: liberalismo econômico, empreendedorismo. Redes sociais: @gustavofratassirp

  • 21 anos:

Duda Hidalgo (PT): estudante de Direito, Presidenta do Centro Acadêmico Antônio Junqueira de Azevedo (FDRP-USP), Diretora do DCE Livre da USP, ex-Conselheira Municipal de Moradia, fundadora do Ribeirão Solidária e do Encontro Feminista RP. Pautas: educação e direitos das mulheres. Redes sociais: @dudahidalgo13

Letícia Bento (Podemos): comerciária. Não encontramos as redes sociais ou outro material de campanha da candidata.

  • 22 anos:

Jonathan Marques (PDT): agente administrativo. Militante LGBT. Pautas: direitos LGBTQIA+ e direitos da juventude. Redes sociais: @eujonathanmarques.

  • 23 anos:

France Júnior (PCdoB): estudante de Jornalismo, presidente do Centro Acadêmico de Comunicação Social (UNAERP), militante da União da Juventude Socialista e militante LGBTQIAP+. Candidatura Coletiva. Pautas: defesa da população LGBTQIAP+ e direitos da juventude. Redes Sociais: @france_placido.

  • 24 anos:

Beatriz Reis (PRTB): estudante de Direito. Nas redes sociais não há materiais de campanha o suficiente para informarmos as bandeiras principais da candidata. Redes sociais: @beatriz.reis.

Bianca Grigoletto (DEM): cozinheira. Pautas: defesa da gestão da educação e saúde através de Organizações Sociais. Redes sociais: @_biancagrigoletto.

Brenda Zorzetto (PROS): estudante. Não encontramos as redes sociais ou outro material de campanha da candidata.

Yuri Saia (PSDB): estudante de Direito e empreendedor. Pautas: empreendedorismo e desburocratização. @yurisaia.

  • 25 anos:

Larissa Baltasar (PSDB): empresária. Candidatura negra e feminista. Pautas: feminismo e movimento negro. Redes sociais: @larissabaltasar.

  • 26 anos:

Tailane Baglioni (PSL): não encontramos as redes sociais ou outro material de campanha da candidata.

  • 27 anos:

Kelly D. Lino (PP): bancária, estudante de Administração, gerente de contas de banco. Mulher negra e mãe. Pautas: direitos das mulheres e da população negra. Redes Sociais: @kellydlino.

  • 28 anos:

Augusto Brito Peres (Patriota): Nas redes sociais do candidato não constam nenhum material de campanha.

  • 29 anos:

João Manoel (Cidadania): conselheiro tutelar (terceiro mandato) e graduado em Serviço Social. Pautas: defesa das crianças e adolescentes.Redes sociais: @joaomanoelbelem.

Michelle Capretz (Solidariedade): Nas redes sociais da candidata não constam nenhum material de campanha.

Rafael Moura (PSL): Candidatura focada na Zona Norte, nas redes não constam informações sobre sua trajetória. Pautas: melhorias de infraestrutura nos bairros da Zona Norte. Redes Sociais: @rafaelmoura.

Sérgio Zerbinato (PSB): administrador, Conselheiro Municipal de Defesa do Meio Ambiente, Conselheiro Municipal de Juventude, Conselheiro Local de Saúde. Gestor voluntário do Centro de Artes e Esportes Unificados. Pautas: ativismo social em educação e saúde. Redes sociais: @sergio_zerbinato.

Infelizmente, a maior parte dessas candidaturas aparentam ser pouco estruturadas. Isso é algo normal entre candidatos(as) à vereança, ainda mais em cidades do interior. Porém, é um problema que evidentemente é agravado quando o assunto é juventude. E isso pode ter várias explicações, que vão desde falta de experiência até falta de recursos. De qualquer modo, é dever das e dos dirigentes partidários auxiliar e preparar o máximo possível as candidatas e os candidatos. Nessas eleições, vimos que a maior parte dos partidos falhou com a juventude.

É absolutamente inaceitável que em pleno 2020 existam candidaturas sem página no Facebook e Instagram e, considerando que das cinco candidaturas sem qualquer presença nas redes, quatro são de mulheres, não seria absurdo suspeitar que algumas possam ser candidaturas que apenas existiram para cumprir cotas legais. Uma prática absurda, contudo, impregnada na política brasileira que deve ser incansavelmente combatida se quisermos algum dia ter um Poder Legislativo que realmente represente a sociedade.

Enfim, gostaria de dar destaque para cinco campanhas que acredito que sejam as candidaturas jovens com maiores potenciais de votos e possuem chances de eleição. Duda Hidalgo, do PT; João Manoel, do Cidadania; Kelly D. Lino, do PP; Larissa Baltasar, do PSDB e Sérgio Zerbinato, do PSB. Todas as críticas que teci nos parágrafos anteriores com certeza não se aplicam a esses candidatos e a essas candidatas. 

Sem entrar no mérito das propostas (quem acompanha essa coluna já sabe quem apoio e como me posiciono), são candidaturas com presença nas redes sociais, propostas muito mais elaboradas que a média (inclusive em relação a candidatos infinitamente mais experientes), linha de campanha bem definida e histórico pessoal bem apresentado. Evidentemente que algumas coisas são difíceis de verificar, como qualidade da campanha de rua e recepção da população à candidatura, mas ainda assim, arrisco dizer que, se um jovem for eleito nessas eleições, será um desses cinco.

Um comentário em “Renovação Política: Quais são as candidaturas jovens em Ribeirão Preto

  1. Boa noite! Minha candidatura não consta da análise, pessoal.
    Sou o Arthur Cassiani, tenho 24 anos, advogado e professor de Direito Público, e filiado ao PSB.
    Se possível, gostaria que fizessem uma análise e inclusão.
    Grande abraço e parabéns pelo trabalho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s