Poesia

Mt 22:35

Por João, o Amado

Como podes amar ao outro quem não és

Se não amas a ti próprio quem és?

Porque se és tu mesmo se conhece

Em falhas, em defeitos, mas também em razões

Em qualidades e belezas

Se és, tem capacidade de deixar de ser

Conhece a ti próprio em essência

Sabe de teus limites e capacidades

Por isso pode transformar-se

O outro, quem não és, é inacessível

Não pode mudá-lo, transformá-lo

Nunca o conhecerá da mesma forma que a ti próprio

O outro, ainda produto viciado, deves aceitar

E a ti mesmo? Se não amas…

Pois ame! Cuide, preserve, respeite

Estima a si mesmo como estima o outro

Como todas as qualidades e defeitos

Só assim cumprirá o principal mandamento

Amarás o outro como a ti mesmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s